Raio de Sol

               

            O Sol estava quente naquele dia. Das várias pessoas que por ali passavam ouviam-se comentários a respeito do calor infernal que fazia nas últimas semanas. Para mim, o clima não poderia estar mais agradável. O verão tinha, finalmente, chegado, trazendo consigo a luz do astro-rei e seu calor, que eu sentia na pele como uma carícia de alguém que nunca conheci.

            Geralmente ficava nervosa em lugares em que não encontrava ninguém conhecido, mas, naquele dia em especial, não desejava estar com mais ninguém a não ser comigo mesma.

            Andei por entre as tendas armadas no parque, sem preocupar-me com o que me ofereciam. Sentia o perfume das flores e admirava os desenhos cromáticos que as mesmas compunham. Curtia o prazer de usar aquele vestido leve, que roçava seu tecido por minhas pernas a cada passo que eu dava. Sentia os raios solares baterem em meu rosto, trazendo-me energia e um sentimento de nostalgia.

Fechei os olhos e tentei parar o movimento de rotação da Terra. Queria que o mundo parasse ali, naquele momento, e que, em meu mundo, o verão fosse constante. Minha tentativa, infelizmente, foi em vão e percebi que invernos rigorosos ainda viriam.

Foi quando abri meus olhos que encontrei os dele. Olhos verdes, como eu nunca havia visto iguais. Sua franja loira refletia a luz do sol e fazia com que eu ficasse cada vez mais absorvida por aquele ser. Parecia um pouco tímido e acanhado, mas um menino especial.

Sua mãe o segurava no colo e o garoto deitou a cabeça em seu ombro. Parecia deprimido demais, para uma criança da sua idade. A mãe, uma mulher de meia-idade, parecia nervosa e balançava-o de um lado para o outro, olhando para os lados freneticamente.

A partir daí, tudo aconteceu como um flash: a mãe entregou-me a criança, disse que ele iria ser operado hoje mesmo, pois estava com leucemia. A mulher sumiu, de repente, e deixou-me ali com o menino.

Tudo girava à minha volta e nuvens tapavam o sol com o qual eu conversava, há minutos atrás. Eu segurava em meus braços um único raio de sol, que iluminava meu caminho.          

A sensação era acalentadora e apavorante, ao mesmo tempo. Sentia suas pernas enroscadas em minha cintura enquanto o segurava no colo. Seus braços envolviam meu pescoço e ele me olhava com aquelas duas esmeraldas; aqueles olhos de súplica e pavor. O garoto tinha ciência do que estava acontecendo. Ele me pedia ajuda sem ter que falar nada. E eu entendia.

Tinha vontade de protegê-lo; de não largar ele nunca mais, com esperança de que isso solucionasse seu problema. Mas sabia que isso não aconteceria e que meu verão, cedo ou tarde, tornar-se-ia um pálido outono.

No hospital, o médico o chamou para o centro cirúrgico e não pude fazer nada a não ser tentar acalmá-lo e deixá-lo ir com o cirurgião.

O sentimento de impotência, o desespero e a vontade de ir para a mesa de cirurgia no lugar dele tomavam conta de mim. Chorei. Chorei pela injustiça causada a essa doce criatura que espalhava tanto encanto e calor. Chorei de medo; desespero. Chorei por estar ali sozinha.

Acordei com frio; com um sentimento de que, mesmo que tivesse sido somente sonho, tinha deixado algo para trás. “Graças a Deus, foi só um sonho”, pensei, sentindo, ainda, o peso daquele raio de sol em meus braços. 

 

 

Anúncios

4 comentários sobre “Raio de Sol

  1. bom eu acho que profundidade do texto nos leva a refletir tudo aquilo que esta em volta de nós mesmos e…

    aa brincadera eu ñ tenho o don da palavra, mto bunito Fer 😉
    continua escrevendo assim, e depois vo qre umas aulinhas heim ;D
    lindo teu texto, bem profundo ;]
    Beijos

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s